NUTRIÇÃO PARENTERAL PERIFÉRICA

Autores

  • Denise Fernanda Liziero Felicio
  • Izabel Evangelista do Nascimento
  • Gercilene Cristiane Silveira

Palavras-chave:

ENFERMAGEM, NUTRIÇÃO PARENTERAL, PACIENTES CRÍTICOS

Resumo

Introdução: A Terapia Nutricional Parenteral (TNP) é usualmente indicada para nutrir pacientes que apresentam disfunção ou obstrução do trato gastrointestinal e que estejam impossibilitados de atender as necessidades nutricionais por via oral ou entérica. Reconhecidamente, a Nutrição Parenteral (NP) é uma solução ou emulsão, composta por nutrientes simples como a glicose, aminoácidos, glicerol, ácidos graxos, eletrólitos, com ou sem a presença de vitaminas e minerais. A solução ou emulsão é considerada estéril, destinada à administração intravenosa (central ou periférico) em pacientes. Para a execução e supervisão da nutrição parenteral periférica (NPP) é obrigatória a formação da Equipe Multiprofissional de Terapia Nutricional (EMTN), de acordo a Portaria 272 de 08 de abril de 1998, publicada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), composto por médico, nutricionista, farmacêutico e enfermeiro, habilitados e com treinamento específico para a prática da NPP. A TNP pode beneficiar significativamente o paciente, quando é corretamente indicada, prescrita, administrada e monitorizada, reduzindo a ocorrência de complicações, sejam elas mecânicas, metabólicas ou infecciosas. Objetivo: Investigar a importância de a equipe multiprofissional seguir o protocolo padronizado para condução da Terapia de Nutrição Parenteral. Método: Foi utilizado o método de estudo do tipo descritivo de revisão bibliográfica, com o levantamento de dados da base de livros do acervo Ministério da Saúde e Google acadêmico, incluindo artigos científicos nos anos entre 2019 a 2023. Para esta pesquisa foi levantada a seguinte questão "Qual a importância de seguir um protocolo padronizado para a condução da TNP, assim como a EMTN? Conclusão: A partir deste estudo concluímos que é necessário a padronização de um protocolo de manejo da TNP nas instituições que prestam serviço de saúde como: hospitais, clínicas e ambulatórios, assim como a implantação de uma EMTN para garantir uma assistência segura e de qualidade da NP, fornecida aos pacientes, contribuindo para uma recuperação completa do paciente que utiliza este recurso.

Downloads

Publicado

2023-09-30

Como Citar

FELICIO, D. F. L.; NASCIMENTO, I. E. do; SILVEIRA, G. C. NUTRIÇÃO PARENTERAL PERIFÉRICA. Anais do Encontro de Iniciação Científica das Faculdades Integradas de Jaú, Jaú, Brasil, v. 20, 2023. Disponível em: https://portal.fundacaojau.edu.br:4433/journal/index.php/enic/article/view/311. Acesso em: 23 maio. 2024.