ÉTICA DA ENFERMAGEM NA ORTOTANÁSIA

DILEMAS E PRINCÍPIOS NA ASSISTÊNCIA AO PACIENTE EM FIM DE VIDA

Autores

  • Kaio de Paula
  • Adriane Lopes

Palavras-chave:

ÉTICA, ENFERMAGEM, ORTOTANÁSIA, ASSISTÊNCIA EM FIM DE VIDA

Resumo

Introdução: A ética da enfermagem desempenha um papel crucial na prática da ortotanásia, um campo que lida com questões éticas complexas e delicadas no âmbito da assistência à saúde. ortotanásia, a prática de permitir que um paciente terminal ou em estado grave de saúde morra de forma natural, sem intervenções médicas extraordinárias para prolongar artificialmente a vida. A relevância ética desse tema reside na importância de respeitar a autonomia do paciente e proporcionar um cuidado que vise o bem-estar até o final de sua vida. Objetivo: O objetivo principal deste estudo é investigar a ética da enfermagem na ortotanásia, com foco na análise dos desafios éticos enfrentados pelos enfermeiros nesse contexto e na proposição de diretrizes éticas para sua prática. Além disso, o estudo busca ressaltar a importância da formação ética dos profissionais de enfermagem e a necessidade de pesquisas adicionais nesse campo sensível, visando aprimorar a assistência humanizada aos pacientes em ortotanásia. Método: Para atingir os objetivos propostos, esta pesquisa adotou uma abordagem qualitativa, envolvendo revisão de literatura, análise documental de bases conceituais e legais relacionadas à ortotanásia e pesquisa de campo para identificar princípios éticos orientadores na prática da enfermagem nesse contexto. A coleta de dados incluiu entrevistas com enfermeiros experientes em ortotanásia e análise de documentos institucionais relacionados à ética na assistência à saúde. Resultados e Discussão: Os resultados desta pesquisa destacaram os dilemas éticos enfrentados pelos enfermeiros na ortotanásia, bem como a importância da autonomia do paciente e dos princípios éticos de beneficência e não maleficência na tomada de decisões. Foram identificados princípios éticos orientadores que podem auxiliar os enfermeiros na prestação de cuidados humanizados e respeitosos aos pacientes em ortotanásia. A discussão central deste estudo gira em torno da ética da enfermagem em contextos de cuidados paliativos e fim de vida, enfatizando como a ortotanásia respeita a autonomia do paciente e incorpora princípios éticos para proporcionar conforto e alívio do sofrimento. Isso levanta questões fundamentais relacionadas à dignidade humana e ao valor da vida, contribuindo para uma abordagem sensível ao fim da existência e fortalecendo a confiança nas relações entre enfermeiros, pacientes e familiares. Considerações finais: As diretrizes éticas propostas neste estudo visam fortalecer a ética da enfermagem na ortotanásia, promovendo uma assistência mais humanizada e respeitosa aos pacientes. Através da educação ética, abordagem multidisciplinar e diretrizes institucionais, os profissionais estarão preparados para enfrentar desafios éticos, garantindo uma morte digna aos pacientes e suas famílias. A formação ética dos profissionais de enfermagem é crucial na área da saúde, especialmente na ortotanásia, pois desempenha um papel fundamental em decisões clínicas e no cuidado de pacientes em todas as fases de sua jornada de saúde, contribuindo para o seu bem-estar e fortalecendo a confiança nas relações entre profissionais e pacientes.

Downloads

Publicado

2023-09-30

Como Citar

PAULA, K. de; LOPES, A. ÉTICA DA ENFERMAGEM NA ORTOTANÁSIA: DILEMAS E PRINCÍPIOS NA ASSISTÊNCIA AO PACIENTE EM FIM DE VIDA. Anais do Encontro de Iniciação Científica das Faculdades Integradas de Jaú, Jaú, Brasil, v. 20, 2023. Disponível em: https://portal.fundacaojau.edu.br:4433/journal/index.php/enic/article/view/363. Acesso em: 23 maio. 2024.