CORONAVIRUS E EXERCÍCIO FÍSICO

Autores

  • Davi Everton João
  • Lucas Monteiro dos Santos
  • Paula Grippa Sant’Ana

Palavras-chave:

EXERCÍCIOS RESISTIDOS, COVID-19, MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS PÓS-COVID-19

Resumo

Introdução: O termo vírus tem origem no latim e significa veneno, possuem material genético, são incapazes de se reproduzir na ausência de uma célula hospedeira. O Coronavírus é um vírus zoonótico, que provocam infecções virais que podem ser transmitidas entre animais e de animais para seres humanos. A Organização Mundial da Saúde (OMS, 2020), declarou estado de emergência global em virtude de um novo CoV que havia sido identificado em pacientes com pneumonia grave em Wuhan, na China. A pandemia de COVID-19 causada pela síndrome respiratória aguda (SARS-CoV-2), foi um problema de saúde pública que atingiu diversos países ao redor do mundo, acarretando em inúmeras mortes e hospitalizações, a doença atinge diretamente as funções cardiovasculares e respiratórias dos indivíduos infectados, sendo os mais susceptíveis os indivíduos com graus de obesidade, doenças crônicas pré-existentes e idosos, além de ter uma relação direta com o sedentarismo. Objetivo: Comparar os efeitos da prática regular de exercício resistido em indivíduos ativos e não ativos pôs infecção por SARS-CoV-2. Métodos: Com base nos dados da revisão bibliográfica, sobre os efeitos do exercício físico resistido, que busca identificar as evidências dos benefícios do exercício físico em pessoas que tiveram coronavirus. Resultados: Analisando os dados dos estudos da tabela, que mostrou que o treinamento resistido tem ação imunomodeladora, interferindo positivamente na ação do sistema imunológico do indivíduo, sendo que a intensidade pode afetar essa resposta do organismo uma vez que auxilia na produção de vários marcadores celulares e hormonais como: TCD4 nos tecidos linfoides. Mostrou também que exercícios leves e moderados ajudam na redução da inflamação, que é a principal causa de dano pulmonar causado pela covid. Discussão e conclusão: foi visto que exercício físicos resistidos foram capazes de fortalecer o sistema imunológico, e melhora diversas capacidades como força, flexibilidade, capacidades cardiorrespiratória, dando assim uma recuperação mais eficiente aos pacientes acometidos pela covid.

Downloads

Publicado

2023-09-30

Como Citar

JOÃO, D. E.; SANTOS, L. M. dos; SANT’ANA, P. G. CORONAVIRUS E EXERCÍCIO FÍSICO. Anais do Encontro de Iniciação Científica das Faculdades Integradas de Jaú, Jaú, Brasil, v. 20, 2023. Disponível em: https://portal.fundacaojau.edu.br:4433/journal/index.php/enic/article/view/445. Acesso em: 23 maio. 2024.